RSS

Produtividade 2008

01 Mar

Passei a tarde de hoje organizando meus controles e enfim consegui fechar os dados de minha produtividade em 2008.

Como sou juiz de comarca de primeira entrância, atuo em todas as áreas: cível, família, infância, crime, juizados (cível e crime), registros públicos e eleitoral. Nos dados da produtividade somente não entraram os números da jurisdição eleitoral, porque simplesmente não realizei controle dessa área.

Em resumo, no ano, realizei 1.047 audiências, proferi 458 sentenças de mérito, 708 sentenças diversas (extinção sem resolução de mérito, reconhecimento de prescrição, homologações de acordo etc.), 729 decisões interlocutórias (liminares, decisões de saneamento, exceções de pré-executividade – no cível – e pedidos de prisão preventiva, liberdade provisória, busca e apreensão e interceptação telefônica – no crime) e 11.176 despachos de mero expediente. Eis os dados detalhados mês a mês, lembrando que em fevereiro estive de férias e em dezembro houve recesso a partir do dia 20 (daí a menor produtividade):

 

               

.

  AUDIÊNCIAS SENTENÇAS DE MÉRITO OUTRAS SENTENÇAS DECISÕES INTERLOCUTÓRIAS DESPACHOS  

.

DEZEMBRO 66 39 61 8 237  

.

NOVEMBRO 60 50 83 59 999  

.

OUTUBRO 96 46 68 68 1337  

.

SETEMBRO 102 61 53 83 1289  

.

AGOSTO 88 61 37 36 1152  

.

JULHO 114 43 53 52 1234  

.

JUNHO 99 26 40 87 1103  

.

MAIO 121 47 46 102 999  

.

ABRIL 129 30 50 91 885  

.

MARÇO 78 20 74 94 1128  

.

FEVEREIRO 0 0 0 0 0  

.

JANEIRO 92 30 103 42 694  

.

TOTAIS
1047
458
708
729
11176
 

.

             


Dividindo os totais por onze (desprezando o mês de férias, em que, obviamente, não trabalhei), obtém-se as médias mensais de 95 audiências, 41 sentenças de mérito, 60 sentenças diversas, 65 decisões interlocutórias e 1.005 despachos.

Considerando o mês com 22 dias úteis, chega-se à média de produtividade diária de 4,3 audiências, 1,87 sentenças de mérito,  2,76 sentenças diversas, 2,98 decisões interlocutórias e 45 despachos de mero expediente. É óbvio, porém, que trabalhamos não apenas em dias úteis, e nem trabalhamos apenas durante o horário de expediente. Particularmente, profiro a maior parte de minhas sentenças à noite e em finais de semana, quando consigo tempo para analisar detalhadamente os processos, embora, no segundo semestre de 2008, eu tenha procurado sentenciar mais em audiências, o que otimiza a rotina de trabalho e facilita até mesmo o trabalho do cartório.

Nunca me interessei muito em controlar minha produtividade, até por total falta de tempo. Nos pedidos de promoção ou remoção por antiguidade, o Tribunal exige que informemos os dados de produtividade, a fim de aferir o merecimento de forma objetiva. Eu sempre encaminhava meus dados, mas com muita imprecisão, porque baseados em anotações esparsas e incompletas. Agora resolvi controlar de forma exata os dados (e percebi que informava minha produtividade, nos pedidos de promoção, em número inferior ao que realmente obtive).

Uma outra importante função no controle da produtividade é o estabelecimento de metas e a análise do fluxo de trabalho. Particularmente, sempre tive como meta manter a média de 50 sentenças de mérito por mês. Ainda não a atingi, embora tenha que ressaltar que isso se deve, também, ao fato de que minha comarca está com o trabalho em dia. Com efeito, terminei dezembro de 2008 zerado, sem nenhuma sentença para fazer. Deste modo, as 458 sentenças de mérito que proferi ao longo do ano foram todas as sentenças que surgiram na comarca, de modo que, evidentemente, seria impossível atingir a meta de 50 sentenças de mérito por mês. Além disso, minha pauta de audiências está para maio, ou seja, o prazo de espera para novas audiências (não urgentes) é de dois a três meses, bastante razoável.

De todo modo, são esses os dados da produtividade do ano. Fiquei satisfeito. 2008 foi um ano puxado, com muito trabalho e, para calhar, com atuação em eleições municipais a partir de maio. O desafio para 2009 é conseguir uma produtividade superior, optimizando métodos de trabalho, acelerando o andamento processual e conseguindo, assim, produzir mais em menos tempo, sobrando alguns períodos para estudo, descanso (se possível, quero trabalhar menos aos finais de semana – minha esposa agradece) e para atualizar com mais frequência este blog e o de informativos. Ao trabalho!

Anúncios
 
5 Comentários

Publicado por em Março 1, 2009 em Produtividade

 

5 responses to “Produtividade 2008

  1. Hélio

    Março 1, 2009 at 1:56 pm

    Oi Marcelo, parabéns pela produtividade. Sou de Salvador-BA e como deve ter visto, segundo o CNJ, 60% dos processos do Brasil que estão parados estão na Bahia. Apenas uma dúvida, quando colocou a prescrição como sentenças diversas (fora das sentenças de mérito), isso se deu apenas pois o reconhecimento da prescrição é uma sentença de mérito simplificada, não é isso? Abraços!

     
    • Marcelo Bertasso

      Março 1, 2009 at 6:09 pm

      Exato Hélio. Para fins de produtividade, consideram-se sentenças de mérito aquelas que resolvem o processo com fundamento no inciso I do art. 269 do CPC e somente em feitos contestados. Sentença de procedência por revelia, por exemplo, embora seja de mérito, não é assim considerada para fins de produtividade.

       
  2. lins

    Março 3, 2009 at 12:57 pm

    Meu amigo, bom saber de sua produtividade. Para nós, de fora, também é bom, não só por sua promoção, mas para que se tenham mais dados objetivos com os quais lidar na hora de tentar entender o Judiciário.
    Uma das críticas que se faz é que as alterações propostas não são feitas com bases em dados, mas meramente através de palpites. Com dados, como os seus, fica mais fácil.
    Abração

     
  3. Junior Liuti

    Março 20, 2009 at 1:06 am

    Marcelo, você é um cara destacado, diferenciado, absurdametne disciplinado, sensato, entende de futebol (so não tem bom gosto pra time mas ninguém é perfeito haha), enfim, atributos positivos não lhe faltam.

    Seus números não falam por si, pois os mais desapercebidos podem achar que a qualidade não pode ser proporcional a tanto trabalho.

    Isso é pra quem não te conhece e nunca leu suas sentenças, despachoes, etc. Como amigo te digo que tenho muito orgulho em te conhecer e a todos que posso sempre menciono teu nome, pois você merece cada vez que ele é falado.

    Parabéns e que você alcance tudo que deseja, o que não será difícil sendo você quem é.

    Grande abraço e bom trabalho né, afinal, ele é uma grande parte do seu dia.

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: