RSS

Meu primeiro dia sem as algemas

18 Ago

Não é birra minha. Eu não gostei da súmula das algemas porque achei-a inconstitucional, viciada do começo ao fim. Mas hoje, primeiro dia de audiências de réus presos após a “sessão histórica” do STF, senti seus efeitos nefastos.

Eu havia marcado audiência num procedimento de apuração de situação de risco. Constava dos autos que o pai se embriagava e agredia os filhos. Marquei audiência para ouvi-lo hoje e entre a data em que foi designada audiência (semana passada) e a data de hoje o pai foi preso em flagrante por lesões corporais contra a esposa.

Em tese não era pessoa perigosa. O carcereiro, então, desceu o réu da viatura, em frente ao fórum, e tirou-lhe as algemas. Não deu outra: em cinco segundos, o réu já estava correndo lá na esquina, a polícia atrás e umas dez pessoas em frente ao Fórum assustadas.

Ainda bem que esse réu só tentou fugir, não tentou agredir ninguém. Melhor ainda que ele foi prontamente recuperado (o carcereiro foi ágil).

De qualquer forma, passado o susto, fica a sensação de gratidão aos Ministros do STF. Valeu pela contribuição à consolidação do estado democrático de direito! Venham aqui fazer audiência de réus presos comigo um dia desses, será um enorme prazer.

Advertisements
 
6 Comentários

Publicado por em Agosto 18, 2008 em Magistratura

 

6 responses to “Meu primeiro dia sem as algemas

  1. Isra

    Agosto 20, 2008 at 1:42 am

    ahahahah
    Essa foi ótima…
    Lembrei do “auxílio” que precisei dar a dois policiais em situação parecida…aahahahah

     
  2. Marcos Rafael Coelho

    Agosto 21, 2008 at 3:19 am

    hahahahahahha!!! Ossos do ofício meu caro … Eqto o modo de composição dos tribunais superiores for da forma atual, podemos esperar mto absurdo por aí!

     
  3. Sgt Borck

    Agosto 23, 2008 at 8:24 pm

    Só espero que não aconteça algo de mais sério por este Brasil afora…que alguém perca a vida, seja refém ou tenha sua segurança vilipendiada, por uma ação que visa apenas “proteger” os direitos de nossos probres infratores!

    Um abraço.

     
  4. Luiz Roberto

    Agosto 24, 2008 at 1:42 am

    acho que eles (STF) foram pra um extremo desnecessário, conforme comprova sua experiência in vivo.
    Com o tempo, vão perceber a tolice, espero.
    Adorei o novo layout!
    Abraço

     
  5. Martino

    Agosto 26, 2008 at 5:51 pm

    Ainda nao passei por essa situaçao. Converso com o preso antes de tira-lo da cela. Uso ( tento ) a psicologia. Até hoje sempre funcionou. Ja gravei no meu celular o telefone de plantão do STF e os celulares pessoais dos ministros. Qualquer problema ligo pra eles resolverem.

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: